A Reuters avança com a informação, de fontes próximas do executivo, que Donald Trump está prestes a assinar uma ordem de execução para impedir que as empresas americanas de telecomunicações utilizem equipamentos construídos por fabricantes que coloquem em causa a segurança nacional. O documento não lista nomes de empresas, mas tudo aponta para que as visadas sejam a Huawei e a ZTE.

Segundo é referido, esse documento está a ser considerado há mais de um ano, mas foi adiado diversas vezes, e talvez seja novamente. O conflito entre o executivo americano e a gigante chinesa já dura há vários anos, quando a empresa foi acusada de espionagem para o governo chinês. A partir daí começou a crescer a “bola de neve”, levando Donald Trump a proibir todas as agências governamentais de comprarem ou utilizarem equipamento da Huawei e da ZTE.

Se a nova ordem for decretada, não afetará as grandes operadoras, já que estas não utilizam equipamento da Huawei, refere a Reuters. Mas as operadoras mais pequenas, sobretudo as que operam nos meios rurais, cerca de 25% ainda utilizam equipamentos das fabricantes chinesas nas suas redes e infraestruturas.

Enquanto isso, a Huawei tem feito todos os esforços para limpar a sua imagem, tendo inclusivamente anunciado que está preparada para assinar um contrato com um pacto de não-espionagem com o governo britânico para garantir aos políticos que não tem intensões de utilizar a sua tecnologia para vigilância, reporta o The Guardian.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.