Ao contrário da opinião popular, os utilizadores do Facebook têm vidas reais. Afinal são eles os mais confiantes, com mais amigos próximos e mais comprometidos com a política, segundo um estudo do American Life Project do Centro de Pesquisas Pew.

A pesquisa, feita com 2.255 adultos, descobriu que há três vezes mais possibilidades de um membro do Facebook que usa o site várias vezes ao dia, considerar que pode confiar na maioria das pessoas, em comparação com um não utilizador.

O estudo revela ainda que as pessoas que usam o Facebook várias vezes ao dia têm, em média, mais 9% de vínculos sociais do que outros internautas e que é 2,5% vezes mais provável que compareçam a uma manifestação ou reunião política do que outros internautas ou membros de outras redes sociais.

"Existe muita especulação sobre o impacto do uso das redes sociais online na vida social das pessoas", disse Keith Hampton, coordenador do Pew Internet Report.

"Boa parte é centrada na possibilidade de estes sites poderem prejudicar as relações dos utilizadores e afastá-los do contacto com o mundo", disse Hampton, professor assistente na Faculdade de Comunicação Annenberg School da Universidade da Pensilvania.

"Descobrimos exactamente o oposto, que as pessoas que usam sites como o Facebook na realidade têm mais relações próximas e são mais favoráveis ao envolvimento em actividades civis e políticas".

O Facebook tem quase 700 milhões de utilizadores em todo o mundo e quase 160 milhões nos Estados Unidos, onde foi considerada a rede social mais popular entre os entrevistados.

Do total de inquiridos, 92% estavam no Facebook, 29% no Myspace, 18% no LinkedIn e 13% no Twitter. Além disso, 52% dos utilizadores do Facebook e 33% dos utilizadores do Twitter acedem à plataforma diariamente, contra 7% do Myspace e 6% do LinkedIn.

O estudo revela ainda que o utilizador do Facebook tem em média 229 amigos sendo que 22% corresponde a amigos da escola, 12% a família ampliada, 10% de colegas de trabalho, 9% de amigos da universidade, 8% da família próxima, 7% de grupos de voluntários e 2% de vizinhos.

Os demais 30% dos amigos no Facebook não puderam ser classificados e apenas 3% dos amigos eram pessoas que os utilizadores nunca conheceram pessoalmente.

De acordo com a pesquisa, a idade média dos membros do Facebook é 38 anos, a do Myspace 32 anos, a do LinkedIn 40 anos e a do Twitter 33 anos.

No que diz respeito a actividades diárias no Facebook, 15% dos utilizadores actualiza o próprio estado, 22% comenta os "posts" ou o estado de outros, 20% comenta as fotos de amigos, 26% faz um "like" nas mensagens de outros e 10% envia uma mensagem privada a um amigo. A maioria das pessoas actualiza o estado menos de uma vez por semana e 16% nunca actualiza a mensagem.

A pesquisa foi feita entre 20 de Outubro e 28 de Novembro do ano passado, com uma margem de erro de 3%.

@AFP/SAPO

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.