A produtora finlandesa cunhou ao longo dos anos um estilo próprio nos seus videojogos, misturando tecnologia de ponta, narrativas obscuras e repletas de twists sobrenaturais e uma panóplia de habilidades que deixam qualquer jogador impressionado. Em Max Payne, o estúdio introduziu o bullet time, inspirado nos filmes da série Matrix, em que a ação fica em câmara lenta permitindo o protagonista executar saltos cheios de estilo enquanto abate os inimigos. Já o anterior Quantum Break, as mecânicas passam por manipular o tempo em redor do protagonista.

O novo jogo, que acaba de chegar às lojas no PC (em exclusivo na Epic Store), PS4 e Xbox One, mantém a tradição do estúdio em colocar nas mãos do jogador poderes especiais como armas, bebendo ainda em Alan Wake a presença do sobrenatural. Desta feita, os jogadores controlam Jesse Faden, a nova diretora do departamento de investigação do paranormal.

O que se destaca na aventura é que, ao contrário dos anteriores, o jogo apresenta um mapa aberto para explorar, num sistema semelhante aos títulos metroidvania, requerendo o regresso a um local fechado previamente após desbloquear, neste caso, uma chave de acesso com credenciais superiores.

No que diz respeito à ação, a protagonista tem poderes telecinéticos, o que lhe permite arremessar qualquer objeto do cenário, inclusive arrancar betão dos pilares e paredes, utilizando como arma. À medida que avança na aventura, a personagem utiliza os objetos como escudo à sua volta, assim como a capacidade de voar, para dar exemplos.

Os poderes, juntamente com a sua “arma de serviço”, uma pistola transformável e com munições infinitos, conseguem elevar o nível da ação a um patamar superior. A pistola precisa apenas de alguns segundos para se carregar, o que deve ser combinado com os poderes especiais. Ao longo do jogo é possível fazer melhorias na pistola, transformando-a numa caçadeira ou sniper, assim como a introdução de mods, para a tornar mais eficaz no combate.

Control está também a ser utilizado para testar nas novas placas gráficas com tecnologia de Ray Tracing, tal como as NVidia RTX. A iluminação dinâmica e as partículas de física são ainda mais destacadas quando as opções especiais estão ativas.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.