Alex foi o grande vencedor da primeira temporada do novo reality show do canal britânico Channel 4, chamado The Circle. Como prêmio, levou para casa cerca de US$ 100 mil (aproximadamente R$ 375 mil).

Ele não ganhou, contudo, sendo ele mesmo.

No programa, que muitos chamam de “o novo Big Brother”, os concorrentes vivem todos no mesmo prédio de apartamentos – mas não se encontram pessoalmente. Só se comunicam através de um dispositivo com uma rede social.

Isso permitiu que Alex se passasse por uma jovem chamada Kate, usando como foto de perfil uma imagem de sua namorada na vida real.

A estratégia gerou críticas do público, que diz que o programa premiou um concorrente que fingiu ser outra pessoa, algo conhecido em inglês como catfishing.

Apesar da repercussão, o The Circle foi um grande sucesso entre jovens de 16 a 34 anos e a Netflix já anunciou que fará versões internacionais do programa.

“É oficial: Alex/Kate foi eleito campeão pelos espectadores e o vencedor do The Circle!”, diz um tuíte do programa.

‘Papel tóxico’

Planejado como um experimento sobre confiança social, no The Circle os participantes só se comunicam por meio de seus perfis de internet, e cada concorrente pode escolher apresentar uma versão real ou fictícia de si mesmo.

Alex usou a imagem da namorada, Millie, como sua foto de perfil durante as três semanas que durou o programa, enganando com êxito os demais participantes.

“Ainda estou sem palavras, para ser sincero. Quis me fazer passar por alguém que pudesse ser muito popular”, disse o vencedor ao Newsbeat, da Radio 1, da BBC.

Ele confessou, contudo, que às vezes se sentia culpado durante o programa.

“Brincar que era outra pessoa foi muito tóxico para a mente, não quero fazer isso de novo”, disse.

“Aprendi muito sobre mim durante o programa, coisas que não aprenderia se não tivesse interpretado um personagem”, afirmou.

Alex/ Kate
Para ganhar, Alex usou a tática de fingir ser outra pessoa e publicou uma foto de sua namorada na vida real como sua imagem de perfil créditos: Channel 4

“Queria despertar a consciência das pessoas para o fato de que muita gente nas redes sociais é falsa, seja simplesmente usando um filtro numa imagem ou interpretando um papel”, declarou.

As apresentadoras do programa, Alice Levine e Maya Jama, disseram que Alex “jogou bem” no reality.

Ele venceu Freddie, Dan e Sian na final. Foi só naquele momento que os demais participantes descobriram que Kate era, na verdade, um homem.

‘Uma ideia emocionante’

Finalistas de The Circle
Os concorrentes do The Circle só interagiram por meio de uma rede social durante o programa créditos: Channel 4

O criador do programa, Stephen Lambert, disse que havia um interesse da televisão por um reality diário e com mudanças rápidas.

Faz oito anos que Big Brother passou pela última vez no canal britânico Channel 4. Desde 2010, os direitos de exibição são do Channel 5 – a emissora noticiou em setembro, contudo, que 2018 seria o último ano do programa.

“Criar um reality que refletisse o bom e o mau das redes sociais parecia uma ideia emocionante”, disse Stephen Lambert à Radio 4, da BBC.

O programa foi criticado e algumas pessoas ficaram confusas pelo papel que o catfishing ganhou no programa.

“Estou confusa em relação ao The Circle. Catfishing é uma coisa mal vista, mas fizeram um programa inteiro para dar palanque a isso? Não acho legal”, escreveu um usuário do Twitter.

“Então quer dizer que agora tudo bem fazer catfishing?”, questionou outra.

Escrito por: Redação - BBC News Mundo

Os textos do parceiro BBC News estão escritos total ou parcialmente em português do Brasil.