As mentes despassaradas, despistadas, esquecidas ou desorganizadas têm grandes amigos nas chapas de localização remota. Estes pequenos acessórios, que funcionam por Bluetooth, podem ser facilmente utilizados para localizar objetos perdidos. Mas há um problema que afecta a utilidade da maioria dos modelos. É que sem acesso a dados móveis, muitos destes acessórios não funcionam em pleno, perdendo a sua primeira funcionalidade quando não se conseguem ligar à internet.

O novo tracker da Samsung não se encaixa neste grupo. O gadget, que utiliza LTE-M de baixa potência para partilhar a sua localização, não enfrenta obstáculos de distância ou rede, uma vez que o alcance desta tecnologia ultrapassa a capacidade do Bluetooth. De acordo com a marca, é até possível localizar um objecto que se encontre noutro edifício a quilómetros de distância.

tek tracker

Uma vez que foi desenvolvido no âmbito da plataforma SmartThings, o tracker pode também ser utilizado como sensor de ativação de comandos numa casa inteligente, comunicando com as lâmpadas para estas se ligarem, por exemplo, ou dando o comando à assistente virtual para que esta ligue a música.

Adicionalmente, a chapa pode ser configurada para enviar notificações para o smartphone do utilizador, sempre que sai de uma determinada área, ou para enviar a sua localização para contactos próximos mediante um duplo clique no botão de ligar/desligar.

O aparelho está à venda por 99 dólares. A marca sul-coreana oferece um ano de serviço, mas depois de 12 meses de utilização, terá de pagar cerca de 50 dólares por ano para que a ligação LTE-M seja mantida. Note que o sensor pode ser acoplado a objectos, animais de estimação ou pessoas, o que, em alguns casos, poderá justificar o custo.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.