No evento "Made by Google" a gigante de Mountain View deu a conhecer que, no que diz respeito ao Pixel 4, confirmam-se todos os rumores relativos aos comandos de movimento, denominado por Motion Sense, que vai permitir controlar o smartphone à distância, utilizando apenas pequenos gestos com as mãos, tal como atender chamadas. Para absorver a informação gestual para um pequeno chip a tecnologia faz parte do Project Soli e utiliza um sistema de radar. As boas notícias, aparentemente, é que é necessária uma licença para operar a tecnologia de radar, e recentemente Portugal foi encontrado na lista de países que suportam esta tecnologia. Para já não há notícias se o smartphone vai chegar oficialmente ao mercado português.

A Google explica que por exemplo, quando se tem o smartphone programado para despertar, agora não será necessário tocar nele para fazer o "abençoado" snooze, mas sim um gesto para o desligar. Todos os comandos são processados no próprio telefone, e não em serviços em cloud. A funcionalidade permite ainda mudar de música, caso não queira pegar no telemóvel.

De acordo com a empresa, o novo assistente pessoal inteligente vai ser introduzido no Pixel 4, a correr diretamente do dispositivo. Espera-se ainda que seja 10 vezes mais rápido que a versão anterior a compreender e a processar as interações dos utilizadores. Através de uma demonstração em tempo real do speach-to-text através da nova app Recorder, a empresa deu a conhecer a tecnologia que permite aos utilizadores falar e o sistema a transcrever para um documento de texto, nõ só a voz, mas descrevendo sons de instrumentos e até aplausos. A demonstração feita em tempo real registou exatamente um "ditado", e mais uma vez, a Google garante que todo o processamento é feito no smartphone.

Relativamente às câmaras, a Google destaca as duas novas lentes, incluindo um telefoto, que combinado com o software Super Res Zoom, promete imagens de grande qualidade capturadas à distância. A Google destaca a importância do balanceamento dos brancos e deu como exemplo uma pessoa fotografada dentro de uma gruta de neve, em que há necessidade de aplicar o filtro para atribuir as cores corretas à imagem. A empresa promete ainda que o dispositivo consegue melhorar os pixéis das imagens, harmonizando-as. Além disso, as fotografias noturnas podem ser melhoradas graças ao sistema Night Sight.

Os novos utilizadores vão beneficiar de três meses do serviço Google One gratuitamente, incluindo o suporte técnico. Com bónus, terão ainda acesso a 100 GB de armazenamento em cloud. Os preços do dispositivo arrancam nos 799 dólares para a versão normal e 899 dólares para o Pixel 4 XL, em três cores: preto, branco e "oh-so orange" (uma versão limitada).

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.