Se conhece a história do Facebook, saberá que a rede social começou como uma plataforma bem mais simples do que é hoje. No início, o site servia a comunidade exclusiva de alunos da Universidade de Harvard e, agora, 16 anos depois do seu lançamento, Mark Zuckerberg vai levar o portal às origens, com a estreia do Facebook Campus.

Esta funcionalidade serve para criar sub-redes mais restritas, desta feita, a grupos de alunos pertencentes a uma mesma faculdade ou escola. Para fazer parte de um destes círculos, os utilizadores terão de dizer ao Facebook qual é o email afeto à instituição de ensino que frequentam e qual o ano em que se vão graduar. Todas as outras informações serão transportadas do seu perfil normal para o seu perfil universitário, embora possam ser posteriormente editadas.

Assim que for associado a uma destas sub-redes, poderá ficar a par das notícias da faculdade, criar grupos de alunos e eventos, para replicar, no digital, as dinâmicas do quotidiano da escola. Descrito desta forma, o Facebook Campus parece ser apenas o Facebook, mas a empresa destaca o facto de se poder aceder a um diretório de alunos e procurar pelas pessoas com quem partilhamos aulas, curso ou equipa de desporto universitário. Para o efeito, o único senão é que a utilização do Campus é voluntária, pelo que será difícil reunir todos os membros de uma cadeira, por exemplo, nestes novos círculos.

O Facebook Campus vai começar por chegar a algumas instituições norte-americanas, como a Brown University, a University of Pennsylvania ou a Scripps College. A lista de instituições que vão participar nesta primeira fase pode ser consultada aqui.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.