A Competition and Markets Authority (CMA), a autoridade da concorrência britânica chegou a um acordo com o Facebook e o eBay para agir contra a propagação de grupos que incentivam à escrita de reviews falsas em plataformas de e-commerce a troco de produtos grátis ou recompensas em dinheiro. A autoridade indica que o Facebook já removeu 188 grupos e 24 contas que incentivavam à prática, sendo que o eBay baniu permanentemente 140 utilizadores.

De acordo com um comunicado emitido pela autoridade, as plataformas digitais comprometeram-se a identificar e investigar casos de reviews falsas, assim como a agir de forma mais rápida e eficaz. “O Facebook concordou com a introdução de sistemas mais robustos de remoção deste tipo de conteúdo. O eBay melhorou os filtros existentes para identificar e bloquear listas que vendam reviews falsas”, elucida a entidade.

As reviews falsas também estão na “mira” da Comissão Europeia. A partir de 7 de janeiro entrou em vigor um novo conjunto de regras chamado "The New Deal for Consumers" que pretende "reforçar e modernizar" a proteção dos consumidores online. Assim, os comerciantes passam a ter de garantir obrigatoriamente que os comentários listados sejam de "consumidores reais".

Em junho de 2019, a CMA tinha advertido o Facebook e o eBay para que tomassem ações contra a propagação do “mercado negro” de críticas falsas. Após o aviso, uma investigação da Which?, uma associação britânica de defesa dos direitos dos consumidores, revelou que o Facebook não estava a tomar medidas suficientes para travar a propagação de grupos que incentivam à escrita de reviews falsas em plataformas de e-commerce a troco de produtos grátis ou recompensas em dinheiro.

Ao infiltrar-se ao longo de um mês em cerca de 10 grupos de Facebook que pertenciam ao “mercado negro” de críticas falsas, a Which? descobriu um aumento drástico no número total de membros de 85.647 para 105.669. A associação deparou-se também com um elevado número de publicações diárias que prometiam produtos grátis ou recompensas em dinheiro, cerca de 3.500 por dia. A associação revelou que o algoritmo do Facebook recomendou relacionados com vendas na Amazon na página de sugestões de conteúdo.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.