Senadores americanos apresentaram esta quarta-feira dois projectos de lei destinados a proteger a privacidade dos utilizadores de aparelhos móveis com Internet (Iphones), cujos sistemas de rastreamento via satélite tornam públicos a sua localização.

O projecto da Lei de Protecção à Privacidade de Localização exige que companhias como a Apple e a Google tenham o consentimento expresso dos utilizadores dos telemóveis antes de compartilhar informações sobre a sua localização com terceiros.

Ao mesmo tempo, a Lei de Segurança de Informações e Notificações de Infracções determina que empresas e organizações sem fins lucrativos estabeleçam fortes dispositivos de protecção de informações pessoais e notifiquem os consumidores qualquer violação destes sistemas.

O senador democrata por Minnesota Al Franken, um dos incentivadores do projecto de privacidade para telemóveis, disse que a lei permitirá aos consumidores saber que informação sobre a sua localização está sendo colectada e permitirá decidir se querem compartilha-la ou não.

"Nossas leis fazem pouco para proteger a informação em nossos dispositivos móveis", destacou o senador num comunicado.

"A tecnologia de geolocalização traz-nos benefícios incríveis, mas a mesma informação que permite aos serviços de emergências localizar-nos quando temos problemas não é necessariamente uma informação que todos desejamos compartilhar com o resto do mundo.

Tanto representantes da Apple como da Google reforçaram os seus compromissos com a privacidade durante audiência no Senado e disseram que os utilizadores podem desactivar a opção de compartilhar a sua localização no seu Iphone (Apple) e Android (Google).

SAPO/AFP

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.