Neste último processo de avaliação, agora divulgado pela Comissão Europeia, as empresas de Portugal captaram 5,2% do orçamento disponível, “tendo ultrapassado largamente a média europeia”, refere o Ministério Da ciência, numa nota enviada à imprensa.

No ano de 2017, Portugal terá captado mais financiamento do que durante os três anos anteriores neste instrumento de apoio à Inovação na Europa. Nesta fase, foram aprovados um total de 21 projectos, correspondentes a 3,4% do orçamento captado, uma taxa de sucesso nacional de 11% contra 7% de taxa global.

Nos quatro anos de existência do Horizonte 2020, e em termos europeus, este programa distribuiu já quase 6 milhões de euros a 119 PME de 24 países, entre eles Portugal.

No caso português, desde 2014, mais de 80 PME receberam financiamento através deste instrumento, o que significa que o país captou 3% do orçamento da Fase 1 e 1% da Fase 2.

As 10 empresas nacionais de base científica mais recentemente financiadas pelo Instrumento PME são:

  • Cyblix Unipessoal Lda
  • Farmácia Saúde Lda
  • Meshporto, Lda
  • Pavnext - Technological Pavements, Lda
  • Probe.ly - Soluções de cibersegurança
  • TWEVO, Lda
  • METAICG Innovation Consulting Group, Lda
  • BERD - PROJECTO, INVESTIGAÇÃO E ENGENHARIA DE PONTES S.A.
  • EAGROOP, Lda
  • Follow Inspiration

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.