O Governo cubano criou uma enciclopédia online ao estilo da Wikipédia. A EcuRed já está disponível para consulta, oferecendo no momento perto de 19.621 artigos de referência, biografias e trabalhos académicos.

" A EcuRed nasce da vontade de criar e difundir o conhecimento com todos e para todos; desde Cuba e com o mundo", refere-se na página que acolhe os visitantes. Já numa apresentação mais completa, a iniciativa é apresentada como uma enciclopédia colaborativa e solidária, "um projecto cubano que busca alcance e participação universais. A sua filosofia é a acumulação e o desenvolvimento do conhecimento com um objectivo democratizador e não lucrativo, de um ponto de vista descolonizador".

Entre os internautas que podem consultar os artigos disponibilizados estão os perto de 1,6 millhões de cubanos com acesso à Internet - ou mais precisamente a uma intranet de sites aprovados pelos Governo.

Refira-se que as autoridades cubanas culpam as suas baixas taxas de ligação ao embargo comercial imposto há quase meio século pelos Estados Unidos, definido na EcuRed como "o império da nossa época".

"Caracteriza-se historicamente por despojar pela força outras nações e países de territórios e recursos naturais para colocá-los ao serviço das suas empresas e monopólios", refere a entrada sobre os EUA.

A EcuRed também conta com uma extensa biografia do líder cubano Fidel Castro, incluindo o seu papel após a doença que o afastou do poder em 2006. "Hoje escreve e participa na luta de ideias a nível mundial. Devido à sua autoridade moral, influencia as decisões importantes e estratégicas da Revolução", salienta-se.

Fonte: Tek

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.