O programa, segundo apurou e certificou hoje a Angop, dispõe de dados estatísticos sobre casos positivos, suspeitos, recuperados e mortes causadas pela pandemia em Angola, além de dicas de prevenção recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

É um aplicativo informático interactivo que permite o auto-exame através de questões básicas, relacionadas aos sintomas da doença e outras manifestações sinomáticas, atribuindo uma probabilidade considerável ao resultado obtido no final do teste (na hora).

“Os dados estatísticos do aplicativo dependem da comissão interministerial de Angola, consumindo-se as informações directamente desta fonte do Governo de Angola. O mesmo está disponível em 4 línguas e pode ser usado em qualquer dispositivo electrónico com acesso à internet” – explicou o inventor.

Indagado, Ravelino de Castro (programador há mais de cinco anos) informou que para além desses recursos, outros programadores podem utilizar a plataforma, caso queiram usufruir dos mesmos dados estatísticos para exibir em outros sistemas, por via de uma mini API disponível dentro da “Covid-19 Ao Api”.

“Com a criação deste aplicativo, pretendo juntar-me aos esforços do Executivo e ajudar a prevenir mortes. Pois, proveito apelar a todos a cumprirem os cuidados sanitários e sociais pedidos perante este panorama, lembrando a necessidade de se obedecer a quarentena e o Estado de Emergência” - expressou.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.