De acordo com uma nota enviada ao SAPO, o referido site funciona na medida em que o empregador publica serviços que precisa ver desenvolvidos, por exemplo um site, blog, logótipo, software para computador ou mesmo um desenho. Por outro lado, está o Freelancer que procura por trabalhos na sua área de actuação e precisa ganhar dinheiro com o Freela.

Ainda de acordo com o referido documento, nos dias de hoje as empresas optam em contratar um empregado para cuidar das redes sociais ou administrar um wesbite. Essas empresas buscam profissionais que tem a capacidade de trabalhar em casa cuidando “digitalmente” do seu negócio.

De relembrar que trabalhar por conta própria, fazer o próprio horário e ter a liberdade de não precisar bater ponto tem sido um dos grandes desejos de muitos. Além disso, em tempos de crise financeira, fazer trabalhos extras para ganhar uma renda extra, e ainda mais na internet, tem se tornado muito mais do que uma vontade, uma necessidade.

Visite o website aqui: https://freela.co.ao

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.