DreamLab foi desenvolvido em 2015 pela Fundação Vodafone Austrália para apoiar projetos de investigação sobre o cancro, mas em plena pandemia ganha um novo propósito. Os portugueses podem ajudar os cientistas do Imperial College London a acelerar a sua investigação sobre o tratamento da COVID-19, instalando a app e fazer algo que já poderão fazer normalmente: carregar o smartphone enquanto dormem, mas tendo a aplicação ativa.

A app alia a inteligência artificial ao poder de processamento dos smartphones, criando um supercomputador virtual com capacidade para analisar milhões de dados. Desta forma, enquanto carrega o seu telemóvel está a "alimentar" o sistema do Imperial College London.

Com o algoritmo a ser agora reprogramado para ser utilizado no combate à COVID-19, a grande mais valia desta app é a "rapidez e a facilidade no processamento", garante a Vodafone em comunicado. "Enquanto que um computador ligado 24 horas por dia levaria décadas a processar estes dados, uma rede de 100 mil smartphones, com a aplicação ativa durante a noite, consegue realizar o mesmo trabalho em apenas dois meses", explica.

Numa primeira fase o projeto de investigação pretende identificar medicamentos e moléculas dos alimentos com propriedades antivirais. Concluída esta recolha, pretende-se otimizar a combinação entre estes medicamentos e os alimentos, para melhorar a sua eficácia no tratamento do coronavírus. Os investigadores acreditam que, a longo prazo, este trabalho pode acelerar o acesso a medicamentos eficazes e permitirá tratamentos personalizados contra o novo coronavírus.

Em comunicado, o presidente e CEO da Vodafone Portugal e presidente da Fundação Vodafone Portugal, mostra-se orgulhoso com o lançamento deste projeto. "Este é o verdadeiro exemplo de como a tecnologia pode ser usada para melhorar a vida das pessoas, e mais relevante, se torna quando todos podem dar o seu contributo”, afirma Mário Vaz.

Todos os portugueses podem assim contribuir para esta investigação ao fazer download da app gratuita para iOS e Android, disponível noutros 10 países, incluindo Espanha e Itália. A empresa recomenda a utilização de Wi-Fi quando se utiliza esta app, mas garante que os clientes da Vodafone não serão taxados pelos dados móveis usados por esta aplicação.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.