Os smartphones e tablets são companheiros essenciais numa quarentena que se prolonga. É muitas vezes através deles que se descobrem as notícias, os livros e os jogos que anima os tempos livres, ms também o tempo de teletrabalho, e de telescola, para os mais jovens que agora têm aulas à distância.

Esta semana trazemos vários jogos nas sugestões da equipa do SAPO TEK, mas também vários utilitários, e até uma app que ajuda a aprender a programar.

Tornar-se num mestre da programação enquanto joga em família? Com a Mimo é possível

Manter miúdos e graúdos entretidos numa altura em que passar mais tempo em casa se tornou na nova realidade pode ser complicado. A Mimo promete ajudá-lo a divertir-se em família ao mesmo tempo que todos aprendem o “bê-à-bá” da programação.

Se tem uma família “techie” e está à procura de uma atividade que reúna miúdos e graúdos e os mantenha entretidos, a Mimo promete ajudá-lo a passar o tempo de forma divertida e educativa. A aplicação é uma porta de entrada para o mundo da programação através de pequenos jogos e desafios.

Na Mimo, os utilizadores poderão aprender os básicos de várias linguagens de programação, como HTML, CSS, Python ou C++, de uma forma interativa. A partir daí, poderão começar a construir as suas próprias aplicações e páginas web e até mesmo perceber o que se passa nos “bastidores” dos websites.

Em vez de aulas extensas, as quais se podem tornar pouco apelativas para os mais novos, a Mimo aposta em lições mais curtas e simples, com exercícios que poderão ser realizados em minutos. Depois de uma pequena introdução à matéria em questão, os utilizadores podem pôr mãos à obra e começar a explorar as linhas de código apresentadas.

À medida que termina os exercícios em mãos e completa os desafios, o utilizador recebe imediatamente feedback da aplicação. Se conseguir realizar as tarefas de forma bem-sucedida poderá ganhar pontos. Além disso, a Mimo regista todo o progresso feito de forma a que o utilizador possa acompanhar a sua evolução.

A Mimo está disponível tanto para Android, na Play Store, como para iOS, na App Store. Se ainda está a dar os primeiros passos no mundo da programação, o modo gratuito da aplicação será ideal. Mas, se quer mesmo embarcar “em força” nesta aventura, poderá subscrever ao serviço premium, o qual conta com funcionalidades extra, por 9,90 euros por mês.


Snapchat encoraja o isolamento social com novo jogo

Trata-se de uma competição social integrada na Zenly, uma outra app da empresa. Ganha quem ficar em casa mais tempo.

A Snap Inc. é a empresa responsável pelo Snapchat. A app já não tem o fulgor de outros tempos, pelo menos em Portugal, mas esta não é a única aplicação da tecnológica. A Zenly, cuja premissa gira em torno da geolocalização, é uma das outras propostas que faz parte do seu catálogo. A app está agora a gamificar o distanciamento social, de forma a estimular a prática, e tem até um placar de líderes que atribui pontos a quem passa mais tempo em casa.

Geralmente, a aplicação é utilizada para que grupos de amigos se juntem em pontos específicos do mapa, mas uma vez que os aglomerados e a permanência na rua estão agora proibidos, a app decidiu reinventar-se temporariamente para estimular o oposto. A ideia é contribuir para as práticas de contenção e isolamento.

A app pode ser agora usada para lhe mostrar há quantos dias seguidos é que os seus amigos estão em casa, de forma competitiva, sendo que ganha quem conseguir manter-se fora da rua durante mais tempo.

A app mostra também o número de casos diagnosticados numa dada região, mesmo por cima do mapa onde os seus contactos estão assinalados. A Zenly é gratuita e está disponível para Android iOS.

Este é apenas um exemplo de como as empresas podem reinventar os seus produtos para os tornar pertinentes à luz da atual pandemia. As grandes plataformas sociais estão também a seguir um caminho semelhante. O Instagram lançou recentemente novas funcionalidades que permitem um maior nível de interação remota com outros utilizadores; o Facebook lançou um centro de informação para serviços de emergência; e o próprio Snapchat já tinha estreado a Here For You, uma funcionalidade que disponibiliza conselhos de especialistas sobre ansiedade, stress, depressão, pensamentos suicidas ou bullying para ajudar quem está ansioso com todo o atual contexto social provocado pelo COVID-19.


“Pequenas Bolhas” é um jogo hipnótico e descontraído

Imaginando as brincadeiras durante o banho com bolhas de sabão, este jogo de puzzles desafia a combinar cores.

Chama-se em bom português “Pequenas Bolhas” e trata-se de um jogo match-4, neste caso, com o objetivo de colorir quatro bolhas com o mesmo tom para os anular. No entanto, esta proposta apresenta um ambiente muito orgânico, tanto ao nível visual, como melódico, sendo aconselhado a jogar com auscultadores para uma experiência verdadeiramente relaxante, como se estivesse numa banheira a brincar com a espuma.

O objetivo é anular as bolhas da mesma cor no tabuleiro, para tal terá de preencher os diferentes espaços em branco com as cores que vão surgindo na área de jogo. Sempre que quatro cores são anuladas, as adjacentes vão sendo empurradas, pelo que não deverá deixar bolhas por colorir para passar de nível.

À medida que avança nos níveis os puzzles vão complicando, seja pela presença de um peixe que tende a empurrar as bolhas de posição a cada jogada, ou mais adiante, terá de fazer contas às cores primárias, que misturadas dão origem a outras, como o amarelo e azul para verde, ou o azul e vermelho para roxo.

O jogo tem um ambiente atmosférico audiovisual agradável, e os puzzles apresentam controlos simples, mas com desafios gradualmente mais complexos.

Pode fazer o download gratuito da versão Android. No iOS o jogo custa 4,49 euros.


Mirror Lab: Com esta app não precisa de ser um "pro" na edição para transformar as suas fotografias

Desde edições simples de luminosidade e contraste, a efeitos 3D ou de distorção, as opções são muitas e podem tornar uma fotografia irreconhecível.

Existem fotografias com efeitos tão "especiais" que poderá achar que nunca conseguirá ter o mesmo resultado apenas com o seu smartphone. Mas a app Mirror Lab vem mostrar que não precisa de muito tempo, nem de grande técnica, para ter resultados que impressionam qualquer um, dando uma nova vida a fotografias e vídeos.

Ser divertida e fácil de utilizar, mas também poderosa: este é o objetivo da aplicação que torna os conteúdos mais criativos, com fotografias de espelho, imagens de caleidoscópio e distorção de rostos e paisagens.

Com mais de 50 filtros disponíveis, a app dá-lhe a possibilidade de explorar efeitos 3D ou de ondulações e distorções que, por si só, são capazes de transformar por completo uma fotografia. Mas também pode tornar a imagem uma espécie de planeta Terra, numa aplicação que permite ainda a edição básica em relação ao brilho e contraste, por exemplo.

Se preferir apostar na animação também o pode fazer, mas, para isso, terá de ativar primeiro nas configurações a opção de vídeos. A aplicação é gratuita e está disponível para Android, mas conta ainda com uma versão premium. Mais filtros e melhores resoluções das imagens são algumas das vantagens para quem decida suportar a produtora.


As contas de guardanapo “cabem” no smartphone com a Napkin

Está a ver aquelas contas que por vezes se fazem (ou faziam) num dos cantos do papel de mesa dos restaurantes? Ou as pequenas notas escritas no guardanapo? Esta app serve para isso, mas no telefone.

A Napkin: Calculator and Notepad é uma aplicação de utilização muito simples, boa de ter à mão para as “contas descartáveis” e para as pequenas anotações.

A interface é intuitiva contendo apenas o essencial do essencial: acesso ao teclado e os símbolos base de uma calculadora de bolso. Basta abrir a aplicação, fazer as contas ou as notas do momento e sair.

O conteúdo é guardado automaticamente, por isso não se preocupe que não vai perder nada nos entretantos. O documento vai acumulando a informação que lhe acrescenta, mas a qualquer momento também pode apagar o que lá vai e começar do zero.

Graficamente há uma outra opção à escolha do utilizador: escrever em modo diurno ou noturno.

De resto, a Napkin é gratuita e está disponível a partir da Play Store, para dispositivos Android.


Butter Royale: Esta app é uma espécie de Fortnite, mas com muita comida e diversão à mistura

O jogo do Mighty Bear Games passa-se num futuro onde todas as armas foram banidas a nível mundial. Os jogadores participam em autênticas batalhas de comida, utilizando Nutritionally Operated Machines (NOMs) para combater.

Se está à procura de um jogo mobile para ajudar a passar o tempo extra em casa, o Butter Royal poderá ser um útil aliado. O battle royale para iOS apresenta-se como uma espécie de Fortnite, no entanto com algumas diferenças, como o facto de os jogadores não combaterem com armas realísticas.

Mighty Bear Games, o estúdio de programadores por trás do Butter Royal, optou por criar um jogo com uma premissa um pouco menos violenta. O jogo passa-se num futuro onde todas as armas foram banidas a nível mundial, assim, os jogadores participam em autênticas batalhas de comida, utilizando Nutritionally Operated Machines (NOMs) para combater.

Entre as NOMs disponíveis, os jogadores poderão encontrar equipamentos com nomes curiosos como Mayonator 3000, Breazooka ou ainda Relisher. Para chegar vitoriosos ao fim do combate, os jogadores têm de conseguir escapar aos adversários nas várias batalhas de 5 minutos.

Embora tenha um modo offline onde o utilizador põe as suas competências à prova contra uma inteligência artificial, o Butter Royale tem uma versão online onde 32 jogadores tentam lutam pela sobrevivência enquanto recolhem recursos e se escondem das tempestades de manteiga. Ao todo, os utilizadores podem escolher uma de 52 personagens. A criação do Mighty Bear Games está disponível na App Store, e uma vez que faz parte do serviço Apple Arcade, não existem microtransações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.