O Solitaire, ou Paciência como é conhecido em Portugal, existe há centenas de anos. Em 1990, o jogo de cartas chegou ao Windows 3.0 e, desde então, a sua popularidade não parou de crescer. Ao todo, cerca de 35 milhões de jogadores em todo o mundo se divertem a completá-lo todos os meses e mais de 100 milhões de sessões são jogadas diariamente. No dia em que o jogo da Microsoft “sopra” 30 velas, o SAPO TEK reuniu alguns dos momentos que marcaram a sua história.

Embora se tenha tornado popular por manter os utilizadores entretidos quando a Internet ainda não estava por perto, o Windows Solitaire tinha como “missão” original ajudar a utilizar o rato do computador, um acessório que era uma novidade numa altura em que a maioria das pessoas estava habituada aos comandos de texto do MS-DOS.

[caption]Versão original do Solitaire para Windows 3.0 [/caption]
créditos: Microsoft

O jogo foi programado por Wes Cherry, um estagiário na Microsoft, e o design original das cartas foi concebido por Susan Kare, a designer conhecida por ter desenvolvido parte da interface das primeiras versões do Mac OS.

Curiosamente, Wes Cherry tinha criado até um “Boss Mode” com uma folha de cálculo falsa para as alturas em que o trabalho se tornava demasiado aborrecido. No entanto, a Microsoft decidiu que era melhor remover a funcionalidade e, após o lançamento, os entusiastas do Solitaire tiveram de mestrear a “arte” de jogar “à socapa” nos seus locais de trabalho.

A famosa animação do final do jogo, onde as cartas saltam pelo ecrã formando uma espécie de cascatas, foi concebida para se movimentar consoante a “potência” do processador. Com o lançamento do Windows 3.0 chegou também o processador 80286 da Intel e as cartas virtuais moviam-se a uma velocidade relativamente realista. À medida que a tecnologia foi evoluindo, a animação passou a correr muito mais rapidamente.

[caption]Animação de vitória do Windows Solitaire [/caption]

Desde que fez a sua estreia, o Windows Solitaire fez parte de todas as versões do Windows ao longo de 20 anos. Com a chegada do Windows 8 em 2012, o jogo desapareceu da coleção de jogos, voltando apenas em 2015 com o Windows 10.

Em 2016, o clássico ganhou uma nova vida após ter sido transformado pela Microsoft numa aplicação para smartphones e tablets.

Além da Paciência, a Microsoft Solitaire Collection reúne vários estilos de jogo: Klondike, TriPeaks, FreeCell, Spider e Pyramid. A Microsoft disponibiliza ainda vários desafios diários dentro da aplicação e também há integração com a Xbox Live, permitindo jogar com amigos e conquistar troféus em conjunto.

Para assinalar a data com toda a pompa e circunstância, a Microsoft decidiu lançar canecas e T-shirts comemorativas. Além disso, a gigante tecnológica convida todos os jogadores a juntar-se no objetivo de bater o recorde e participar na maior sessão Solitaire. Se é fã e não quer perder todas as novidades que a Microsoft tem “na calha” para este dia, pode também acompanhar a página do evento no Facebook.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.