Parece uma cena retirada do filme "Twilight", mas aconteceu mesmo na vida real.

O jovem em causa tem aparentemente 19 anos, mas garante ser um velho vampiro com 500 aos. Lyle Bensley foi esta semana preso nos Estados Unidos, após ter entrado na casa de uma mulher que desconhecia para lhe morder o pescoço, escreve hoje o semanário português Expresso.

Quando a mulher acordou e viu o jovem dentro do seu quarto, vestindo apenas um par de boxers, o seu primeiro pensamento foi que iria ser violada. Mas Lyle tinha outra ideia: morder-lhe o pescoço.

O jornal adianta que, segundo a polícia, a mulher conseguiu fugir do ataque e correu até a casa de um vizinho, onde ligou para a polícia. Quando as autoridades chegaram encontraram o jovem atacante no parque de estacionamento do prédio a gritar e a rosnar.

"Eu sou um vampiro. Eu estou vivo há mais de 500 anos", alegou Lyle Bensley aos polícias, pedindo-lhes de seguida para o prenderem porque precisava de "se alimentar" e "não queria acabar por matá-los".

O jovem foi sujeito a exames, chegando-se à conclusão de que não se encontrava sob efeito de qualquer tipo de droga. Bensley encontra-se agora detido na ala psiquiátrica da prisão de Gavelston, estado do Texas

Os vampiros têm sido um dos temas mais fascinantes da literatura desde que Bram Stoker publicou o romance "Drácula", em 1897. Porém, nos últimos anos, o tema ganhou grande atracção junto dos jovens com os livros "Twilight" e séries televisivas como "True Blood", tendo como protagonistas vampiros adolescentes.

SAPO

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.