A informação foi avançada esta quarta-feira à Angop, pelo director do gabinete de Tecnologias de Informação do Ministério do Ordenamento do Território e Habitação, Mateus Garcia, que ainda não precisou o canal televisivo que vai transmitir o respectivo sorteio.

De acordo com responsável, o sorteio será feito por meio de um algoritmo computacional (software desenvolvido por técnicos angolanos), que obedeceu aos critérios de candidaturas.

O algoritmo, definiu, é uma sequência de passos que foi traduzido em códigos computacionais, visando escolher, aleatoriamente, os candidatos de acordo com o número de habitações disponíveis.

Segundo a fonte, o sorteio deverá obedecer o princípio da aleatoriedade, objectividade e transparência, obedecendo o artigo 4 da lei 5, de 27 de Maio, Lei da Actividade de Jogos.

Em função disso, serão realizados sete sorteios, dos quais, um sorteio para a modalidade de arrendamento urbano, com as tipologias de apartamento T3, vivenda isolada e vivenda geminada.

O mesmo processo será feito para as outras duas modalidades: compra em propriedade resolúvel e pronto pagamento.

"Os respectivos sorteios serão realizados de forma sequenciais, ou seja, depois de se realizar o primeiro sorteio será impresso um relatório ou uma lista que contém os códigos/números de todos os sorteados, que posteriormente será assinado pela equipa em serviço", explicou.

O código/número a ser sorteado é o que os candidatos receberam por mensagem na altura das inscrições.

Segundo o director-geral do Instituto de Supervisão de Jogos, Tito Cambanje, em entrevista ao jornal Expansão, a sorte será definida pelo "sistema de tômbola", no qual estarão os números e as fichas que vão saindo para ver quem recebe a casa.

A tômbola vai contemplar 157 mil e 431 candidatos, que vão concorrer para duas mil e 390 habitações disponíveis para a venda livre ao público.

Após a realização do sorteio, a lista dos contemplados será divulgada no Jornal de Angola, Portal do Governo e redes sociais, devendo serem salvaguardados os nomes das pessoas, para evitar exposição.

O elemento relevante neste processo tem a ver com o facto de a entidade que organizou as inscrições não fazer parte da comissão encarregue de preparar o sorteio.

A Imogestin vai apenas disponibilizar os códigos de barra dos candidatos, numa operação cujo actor é o dispositivo informático que vai determinar os contemplados das moradias.

Candidatos têm mais chances de arrendar casa no Zango 5

Entre as três modalidades disponíveis, o arrendamento urbano é o que mais oferece chances de vencer o sorteio, ou seja, um em cada três candidatos, de um total de quatro mil e 448, vai conseguir arrendar um apartamento T3 na centralidade do Zango 5.

Para essa modalidade estão disponíveis mil e 503 apartamentos.

Ainda nesse regime, nove candidatos vão concorrer para uma vivenda T3 isolada, enquanto um em cada quatro cidadãos vai poder arrendar uma vivenda T3 geminada.

Para a modalidade de compra em propriedade resolúvel em apartamento T3, há 761 concorrentes para uma casa, tendo em conta o número de candidatos (87 mil e 504) a dividir pelo número de habitações disponíveis (115) nesse regime.

Nessa modalidade, os candidatos que se inscreveram para ter uma vivenda T3 geminada, que contempla 150 residências, vão concorrer com 21 mil e 928 inscritos (um em cada 146 cidadãos será o sorteado).

Para a tipologia de vivenda T3 isolada, um em cada 271 será o sorteado. Nessa tipologia, que tem disponível 146 residências. Nesta modalidade, foram apurados 39 mil e 515 candidatos.

A par do arrendamento urbano, a outra modalidade com maior probabilidade de ter uma casa é o pronto pagamento, no qual um em cada 43 concorrentes tem a chance de ser o sorteado. Neste regime estão disponíveis apenas 40 vivendas T3 isoladas para mil e 729 concorrentes.

Com esse processo de aquisição de casas no Zango 5, designado venda livre ao público, que dispõe um total de duas mil e 390 habitações, marca o fim de compra e arrendamento de residências, o que significa que já não haverá mais residências disponíveis nessa centralidade.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.