“Fizemos este reconhecimento, porque esta equipa tem feito um trabalho meritório em Santa Catarina, colaborando há 11 anos com o Hospital Regional Santa Rita Vieira”, afirmou o edil santa-catarinense, José Alves Fernandes, em declarações à imprensa no final do acto.

O autarca salientou que ao longo dos 11 anos que estes profissionais de saúde têm reforçado a capacidade do hospital, sobretudo a nível de formações, equipamentos médicos e hospitalares, intervenções cirúrgicas e consultas em várias especialidades não existentes no país.

A missão dos médicos americanos, no âmbito do PHCV, segundo ele tem traduzido “na melhoria de condições de saúde” da população de Santiago Norte.

Por sua vez, a médica e directora executiva do PHCV, Ernestina da Moura Moreia, nascida em Pedra Barro (Assomada), Santa Catarina, e que viajou para os Estados Unidos com 14 anos, considerou o reconhecimento da edilidade de “grande”, sustentando que o mesmo vai motivar toda a equipa a continuar a trabalhar em prol da saúde dos cabo-verdianos, em particular de Santiago Norte.

Na ocasião, lembrou que o projecto iniciado no Hospital Regional Santa Rita Vieira, passando pelos hospitais da Praia, Fogo e Brava, tendo indicado que, em Novembro, um grupo grande vai estar na ilha Brava para consultas e cirurgias em diversas especialidades.

Michael Kearney e Michael Sweeney (urologista), Roger Lefevre e Amos Adelowo (uro-ginecologista), João Tavares (pneumologista), Analesa Baraka (enfermeira graduada) e médica filhos de cabo-verdianos e Ernestina da Moura Moreira foram os homenageados.

Para esta XI missão, a equipa médica, que iniciou as actividades no dia 11 e termina esta quinta-feira, 16, é composta por 25 elementos, sendo que um grupo de 16 para o HRSRV e restantes para o hospital central da Praia.

Os médicos americanos vão realizar consultas e cirurgias nas especialidades de urologia, uro-ginecologia, urologia pediátrica, doenças infecciosas e ginecologia em ambos os hospitais.

Conforme informações avançadas, até o momento já foram realizadas mais de 300 consultas nas áreas de urologia, uro-ginecologia, urologia pediátrica e 30 intervenções cirúrgicas.

O Project Health for Cap Vert é uma organização não-governamental (ONG) com reconhecimento de estatuto a nível dos Estados federais americanos que vem actuando no país desde 2010.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.