Esta acção visa melhorar o escoamento dos resíduos sólidos, no sentido de se evitar constrangimentos, tais como inundações de ruas e residências, durante a chuva.

A iniciativa de 450 voluntários foi apoiada com meios técnicos (pás carregadoras, camiões basculantes, giratórias e outros equipamentos) da empresa Queiroz Galvão, encarregada pelo saneamento da circunscrição, que recolheu toneladas de lixo retiradas do fosso.

Os cidadãos mobilizados pela Fundação Arte e Cultura e pelo Grupo Mitrelli distribuíram aos moradores da área do Rocha/Padaria folhetos com informações de como condicionar o lixo até chegar o momento da recolha feita pela operadora de limpeza e das vantagens de manter limpo o espaço onde residem.

A campanha enquadra-se no plano do Dia das Boas Acções, que, pela primeira vez, foi dinamizado no país, enquanto no continente africano, o Uganda, tornou-se no primeiro a dinamizar, em 2013.

O Dia das Boas Acções é um movimento mundial que convoca cada cidadão para fazer o bem e espalhá-lo pelo mundo.

Segundo dados da administração do distrito urbano da Maianga várias têm sido as áreas e residências que ficam inundadas quando chove, situação, muitas das vezes, provocada pela obstrução das valas de drenagem.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.