Em declarações à Angop, o chefe de gestão e manutenção da Empresa Provincial de Águas e Saneamento do Zaire (EPAS), João Mafuka, explicou que os trabalhos de reparação da tubagem duraram dois dias e envolveram sete técnicos entre nacionais e expatriados (chineses).

Esta avaria, segundo o interlocutor, esteve na origem da má qualidade da água que há dias jorrava nas torneiras dos consumidores, frisando que, neste momento, toda a cidade está a ser abastecida com este líquido.

Segundo o responsável, trata-se da primeira avaria de monta registada no sistema de distribuição de água para a cidade de Mbanza Kongo, desde que entrou em funcionamento em Dezembro de 2019.

Com capacidade de bombear 525 metros cúbicos/hora, o novo sistema de abastecimento de água foi construído a partir do rio Lueji, arredores da cidade de Mbanza Kongo, e atende mais de 100 mil consumidores.

A cidade de Mbanza Kongo tem uma população estimada em mais de 155 mil habitantes distribuídos pelos bairros Sagrada Esperança, 11 de Novembro, Martins Kidito, Álvaro Buta e 4 de Fevereiro.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.