Em declarações na abertura do seminário de capacitação de docentes de Biologia sobre técnicas de laboratórios, numa iniciativa do Sindicato Nacional de Professores (SINPROF), disse que a melhoria da qualidade do processo de ensino/aprendizagem, para torná-lo num instrumento eficaz, constitui o maior desejo do sector.

Segundo Celestino Piedade Chiquela, sem a formação de professores é impossível e impensável falar-se de qualidade do ensino, daí a razão para que se prestar uma atenção especial no que toca o aumento do nível de conhecimento da classe docente, para que a formação seja cada vez mais digna.

“Agradecemos ao SINPROF por este seminário de capacitação dos professores de bibliologia para o I e II ciclos do ensino secundário, constituindo-se numa singular oportunidade. Por isso, pedimos aos professores para que partilhem os conhecimentos, que, por sua vez, só valem quando transmitidos aos outros”, enfatizou.

Com término previsto no próximo dia 21, o seminário, no qual participam 17 professores de Biologia do I e II ciclos do ensino secundário, está a decorrer sob o lema “Por um ensino de qualidade - formação online, reforcemos as medidas de prevenção e combate à covid-19”.

Nesta acção formativa, os conteúdos teóricos e práticos estão a ser ministrados por meio de vídeo-conferência, sendo os trabalhos dirigidos pelo professor Mário Pereira, da Universidade de Aveiro, Portugal.

O sector da Educação conta, nesta província do Planalto Central de Angola, com 16 mil e 544 professores, que antes da interrupção do ano lectivo 2020, em Março último, estavam a ensinar um milhão, 29 e 681 alunos do ensino primário ao II ciclo do ensino secundário, distribuídos em 816 escola, num universo de sete mil e 844 salas de aula.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.