Fonte familiar disse hoje à Angop que o infortúnio ocorreu na povoação de Quimussoco, arredores da sede municipal, quando um grupo de caçadores lançou fogo ao capim, para afugentar os animais e posterior abate.

Segundo o tio das vítimas, Orlando Manuel, os dois irmãos, identificados por Mandalaku Rafael e Afonso Rafael, foram surpreendidos pelo fogo no meio do deserto, onde se encontravam a caçar ratos.

A fonte disse que os menores foram socorridos ainda com vida para o hospital municipal, mas acabaram por morrer minutos depois, por não resistirem a intoxicação, devido à fumaça.

Fonte da Polícia Nacional contactada pela Angop, no município, disse estarem a decorrer investigações para a detenção dos autores e responsabilização criminal.

Este é o primeiro incidente de género que acontece este ano no município de Quimbele.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.