A informação foi avançada hoje,   quarta-feira, pela directora provincial do Instituto Nacional da Criança (INAC), Madalena Alentejo, sublinhando a aquisição de alimentos.

A crianças permanecerão no espaço enquanto durar o Estado de Emergência   em vigor desde o Dia 27 de Março.

Na primeira fase serão albergadas crianças de rua do município de Chitato.
Informou que o INAC tem o registo de mais de 800 crianças a exercerem actividade comercial e está a identificar os progenitores e os supostos patrões para os responsabilizar.

Na Lunda Norte, 13 cidadãos encontram-se em quarentena, sendo 11 domiciliar e dois institucionais.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.