Inauguração este sábado, em Colónia, duma maiores mesquitas da Europa, pelo Presidente da Turquia, Erdogan, que termina uma visita de estado à Alemanha.

A grande mesquita é inaugurada num clima de tensão e debaixo de um forte dispositivo policial, tendo em conta que a opinião pública alemã não vê com bons olhos essa construção gigantesca.

Mas a inauguração da mesquita é um dos pontos mais importantes da visita de Erdogan, tendo em conta a importância que a religião muçulmana tem para a grande comunidade turca na Alemanha.

Há muitas mesquitas nas várias cidades da Alemanha, mas esta grande mesquita de Colónia é considerada gigantesca pelos alemães pois descaracteriza a arquitectura da cidade da Catedral gótica.

Com os seus minaretos de 55 metros de altura e uma grande cópula de 36 metros, a mesquita de betão armado e vidro tem uma superfície de 4.500 m2.

É criticado também o seu financiamento pela União dos assuntos turco-islâmicos, muita consevadora e próximo do presidente Erdogan.

Assim, centenas de manifestantes aguardavam esta manhã a chegada do presidente tuco, empunhando bandeirolas, como “Erdogan não és bem-vindo”.

“Compreendo que ele tenha visitado Berlim, mas que ele venha a Colónia é uma provocação”, declarou um dos manifestantes.

Desde o início das obras da grande mesquita, em 2009, tem havido muita polémica, no seio da opinião pública alemã, segundo diz à RFI, Eva Oliveira, politóloga portuguesa, na Universidade de Heidelberg, na Alemanha.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.