De acordo com a corporação, o combustível, que estava a ser transportados num camião contentorizado, em bidões de 20 litros, proveniente de Luanda tendo como destino a província do Zaire. onde deveria ser comercializado.

O combustível contrabandeado estava escondido entre produtos da cesta básica.

A Polícia Nacional refere que o transporte de combustível implica fazer-se acompanhar de facturas de aquisição, do alvará e guia de circulação e a forma do acondicionamento do combustível deve ser em tambores selados ou em camiões cisternas.

Por outro lado, as forças de defesa e segurança estacionadas no município do Ambriz procederam a apreensão de 77 caixas de reagentes de análises clínicas, provenientes do município do Soyo, província do Zaire, cujo destino seria a capital do país, Luanda.

O referido produto foi encontrado no interior de um camião sem a documentação necessária para o efeito.

Cerca sanitária

Durante a semana finda foram detidos, na fronteira entre Luanda e Bengo, 18 cidadãos provenientes de Luanda que pretendiam entrar na província do Bengo, apesar de não estarem autorizados para o efeito.

Entre os detidos estão dois cidadãos nacionais de 24 e 29 anos com  credenciais falsas, emitidas por uma empresa em que não são funcionários.

De realçar ainda a detenção de quatro cidadãos, três dois quais por tentativa de entrada ilegal na província do Bengo e do proprietário de uma canoa que cobrava 500 Kwanzas por cada passageiro para a travessia ilegal da rio Zenza.

Na sexta-feira, 15 de Maio, foram detidos 12 cidadãos por violação a cerca sanitária, desacato e por desobediência.

Dentre os detidos, estão nove por violação da cerca sanitária, dois cidadãos por transporte de pessoal não autorizado nas suas viaturas e um por desacato e desobediência.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.