De acordo com o director do Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa da Delegação do Interior do Bié, inspector-prisional chefe José Capingala Daniel, os cidadãos usavam tais perfis de forma abusiva, maléfica e ilícita, com a finalidade de extorquir valores monetários a outras pessoas.

José Capingala Daniel exemplificou que os dois detidos também efectuavam ligações telefónicas solicitando depositos monetários em troca de garantia de empregos em instituições públicas ou privadas.

A Polícia Nacional desmantelou ainda dois grupos de marginais compostos por seis elementos que realizavam assaltos (roubos e furtos) e deteve mais 13 que se dedicavam a outros delitos.

Com estes, adiantou, a corporação apreendeu armas de fogo, munições, televisores, motorizadas, telemóveis, carregadores, drogas, como liamba, botijas, entre outros meios.

José Capingala Daniel acrescentou que em 50 dias de operações, as Forças da Ordem esclareceram 21 crimes  ocorridos nos municípios de Camacupa, Nhárea, Cuemba e Cuito.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.