De acordo com fonte do SIC, que avançou a informação à ANGOP, foi emitido um mandato de captura para se deter o acusado.

O individúo é acusado de ter afogado três crianças, incluíndo a própria filha de quatro anos de idade, num recepiente de água de 200 litros cheio, e de matar a mulher por  asfixia.

O SIC avança ainda que tomou conhecimento do crime através da denúncia feita no dia 16 por um pastor da igreja  Ministério Cristão de Reconciliação Angolana (MCRA) que encontrou os corpos em casa do acusado.

De acordo com a corporação, o casuado meteu-se em fuga após a descoberta dos corpos, razão pela qual o Ministério Público emitiu um mandato de captura.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.