O mesmo é acusado de atropelar deliberadamente um mototaxista de 43 anos, após um acidente de viação que envolveu a sua viatura e a motorizada da vítima.

De acordo com o director de comunicação institucional e imprensa da Delegação Provincial do Ministério do Interior, Manuel Halaiwa, o acidente resultou em danos materiais na viatura do acusado.

O oficial explicou que, depois do acto criminoso, o mesmo fez-se passar por agente da corporação para evitar ser molestado pela população, no local.

Segundo a versão da Polícia, após o acidente o condutor da viatura, funcionário de uma empresa de produtos de saúde, terá perseguido e embatido violentamente na motorizada da vítima.

Após a queda do mototaxista, relata a corporação, o acusado terá passado com a sua viatura por cima do mesmo, provocando-lhe morte imediata.

De acordo com Manuel Halaiwa, o infractor será apresentado nos próximos dias à Procuradoria Geral da República para os procedimentos posteriores.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.