A informação foi reconfirmada pelo Governador Pereira Alfredo, hoje, terça-feira, na IV reunião Ordinária do Governo da província, ressaltando que o PIIM contempla projectos dos sectores da Educação, Saúde, Energia e Águas, terraplenagem de estradas terciárias, entre outros, que podem ser concluídos entre seis a 12 meses.

Os restantes projectos, a semelhança dos primeiros, estão a ser consignados nos nove municípios à empresas de construção civil, no âmbito de concursos públicos.

Orientou às Administrações Municipais para uma fiscalização permanente enquanto decorrer as obras, de modo a assegurar seu andamento na época de cacimbo, tendo em conta as dificuldades das empreiteiras na transportação dos meios na estação chuvosa, em algumas localidades, por causa do estado das estradas.

Pereira Alfredo orientou ainda às Administrações Municipais a exigirem das empresas de construção civil, qualidade aceitável das obras, de modo que, além de melhorar a imagem das cidades e vilas, tenham durabilidade e beneficie as gerações vindouras.

A execução das obras do PIIM no Bié gera cerca de cinco mil empregos para os jovens.

Lançado em Junho de 2019 pelo Presidente da República, João Lourenço, o PIIM, é implementado nos 164 municípios do país.

O programa conta com o financiamento  equivalente em Kwanzas a dois mil milhões de dólares (USD), do Fundo Soberano de Angola

A IV Reunião Ordinária do Governo da Província analisa, entre outros, a situação do PIIM,  o Programa de Desenvolvimento e Combate à Pobreza e de Investimentos Públicos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.