Segundo o site The Body Odd, a perda de visão momentânea durante o clímax é sinal de problemas cardíacos.

No ano passado, investigadores divulgaram o caso de um homem de 66 anos na Dinamarca que, cada vez que tinha um orgasmo, perdia a visão num dos olhos.

O homem tinha relações sexuais de duas a três vezes por semana (nada mal para um homem de 66 anos) e, cada vez que tinha um orgasmo, ficava cego de um olho por alguns minutos.

Em 2008, um médico no Texas disse que uma paciente sua, de 48 anos, afirmava ter o mesmo problema. Trinta minutos numa actividade sexual e ela começava a sofrer com dores de cabeça e perdia, momentaneamente, a visão de um dos olhos.

Pode até parecer engraçado à primeira vista, mas não é brincadeira. Esta condição é chamada de perda de visão momentânea mono-ocular e ocorre por causa de algum problema vascular. Quando a pessoa chega ao clímax, um pedaço de tecido gorduroso da carótida “viaja” até as veias que fornecem sangue para um dos olhos e bloqueia a passagem, fazendo com que o paciente tenha perda momentânea da visão.

E isso pode ser sinal de algum problema cardíaco mais grave.

O tratamento é feito com medicamentos vasodilatadores, mas há casos mais graves que precisam de ser tratados com cirurgia. Então se chega a ficar “cego de prazer” quando está "naquele momento bom”, o melhor é procurar um médico.

SAPO

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.