Orçado em cerca de nove milhões de kwanzas, sistema foi construído em dois anos e vai permitir 620 ligações domiciliares, 518 ligações por torneiras em quintais e nove chafarizes.

A infra-estrutura que será gerida pela Empresa Pública de Água e Saneamento (EPAS) do Bengo e pretende até 2036 beneficiar oito mil e 155 habitantes da circunscrição.

Cinco jovens da Empresa Pública de Água e Saneamento (EPAS) do Bengo  estão a ser formados pelo empreiteiro para garantir o funcionamento dos equipamentos.

O secretário de Estado das Águas, Lucrécio Costa, que presenciou o acto, pediu aos beneficiários uma cultura de pagamento do consumo para garantir a sua sustentabilidade.

A governadora  do Bengo pediu a população de Bula Atumba para preservar o empreendimento, para que o mesmo possa servir as futuras gerações.

O acto de inauguração enquadra-se nas comemorações do Dia Mundial das Águas, que se assinalou domingo.

O município do Bula Atumba tem uma população estimada em 16 mil  e 454 habitantes.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.