Durante os confrontos entre a polícia e a população revoltada pelo facto da zungueira Juliana Kafrique ter sido atingida mortalmente no passado dia 12 de Março por um agente da PN, o jovem Domingos Quiala foi atingido por uma bala perdida e ainda carece de cuidados.

A associação "Fazer o Bem Sem Olhar a Quem" esteve no hospital do Prenda para prestar ajuda a Domingos Bengui Quiala, de 19 anos, que foi vítima de uma bala perdida durante o confronto entre cidadãos e a polícia.

Segundo os familiares, após ser atingido, Domingo foi levado para o Hospital do Prenda por agentes da polícia - sem qualquer comunicação à família-, tendo este sido entregue “à sua sorte” no banco de urgência da referida unidade hospitalar.

Após um pedido de socorro do pai do jovem, a associação “Fazer o Bem Sem Olhar a Quem”, que avançou a informação ao SAPO, contou que não hesitou em estender a mão e prestar apoio. “Depois de três dias em coma, a família ficou a saber por parte da equipa médica que não foi extraída a bala do abdómen do jovem”, refere.

De realçar que Domingos Bengui Quiala, estudante do Ensino Médio, partilhou a sua história durante um apelo por ajuda financeira uma vez que a sua família não consegue fazer face às despesas.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.