Na acção formativa, que teve a duração de oito meses, os participantes, dos quais 79 do sexo feminino, foram capacitados em matérias relacionadas com a língua portuguesa, psicologia da personalidade, ordem e unidade.

Constaram igualmente noções de armamento e tiro, técnica de serviços policial, policiamento comunitário, criminalística, direitos humanos, direito processual, ginástica e desporto colectivo.

A formação envolveu a Polícia de Ordem Pública, Guarda Fronteira, Fiscal, Brigada Escolar e de Intervenção Rápida.

O segundo comandante da Policia Nacional (PN), no Moxico, subcomissário José Alberto Tchiema, afirmou ser prioridade da PN formar continuamente os efectivos da corporação, pois é uma condição fundamental para corresponder a manutenção, tranquilidade pública, diminuição dos crimes e dos incidentes.

Considerou a instrução operativa e patriótica das forças policiais como um dos elementos primordiais na vida da corporação, que resulta na capacitação e aperfeiçoamento dos efectivos com técnicas de intervenção em diversos domínios para a melhoria na actuação dentro das comunidades.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.