As operações estavam interditas cerca de 60 dias devido ao perigo da propagação da Covid-19.

Segundo o director comercial da operadora privada, Armando Macedo, que falava à ANGOP, numa primeira fase estão disponíveis 40 autocarros para operar em linhas do centro e sul do país e Cabinda com serviços intermunicipais.

As linhas são Huambo/ Cuando-Cubango (Menongue), Bie (Cuito) Huila (Lubango)/ Cunene (Santa-Clara), Cuito/Lubango/ Namibe (Moçamedes) e Cuanza-Sul (Sumbe)/ Benguela/Huambo.

Os passageiros deverão cumprir as normas de higienização das mãos, distanciamento entre pessoas, quer na aquisição de bilhetes, ao embarcar .

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.