As circunscrições registavam, até Novembro deste ano, cortes constantes de energia eléctrica devido a redução da capacidade de produção da actual central térmica de 32 para 10 megawatts, em consequência das avarias técnicas de alguns grupos geradores.

Com a entrada em funcionamento destes grupos geradores, o municipio tem actualmente disponível 15 megawatts de capacidade de produção de energia.

De acordo com o director municipal de Energia e Águas no Chitato, Crisóstomo Itumbo, cada grupo gerador beneficiará cerca de seis mil famílias nos bairros em referência, considerados mais populosos do município.

Barragem do Luachimo torna Lunda Norte mais electrificada

Para além destes projectos alternativos, está em curso na Lunda Norte as obras de ampliação da barragem do Luachimo, cujos primeiros ensaios para o seu funcionamento podem acontecem no primeiro semestre de 2020.

As obras de ampliação, que custaram 212 milhões de dólares aos cofres do Estado, vão elevar a capacidade de produção e distribuição de energia, de oito para 34 megawatts, permitindo a expansão do produto, que beneficiará 186 mil pessoas residentes na cidade do Dundo e nos municípios de Cambulo, Lucapa e as localidades de Fucauma, Cassanguidi, Luxilo e Calonda.

Com a entrada em funcionamento da barragem, que contará com uma central composta por quatro grupos geradores de 8.5 megawatts cada, a província passará a contar com cerca de 64 megawatts de energia, somando com os actuais 32 da central térmica.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.