O  SNPCB possui apenas 162 nadadores-salvadores, quando em condições normais, em cada 100 metros de praia concessionada devia existir um ou dois nadadores-salvadores.

O porta-voz do SNPCB, Faustino Minguês, disse hoje (segunda-feira) à Angop, que para fazer face a situação foram recolocadas as placas de proibição e pretende-se criar postos de vigias moveis ao longo das praias autorizadas.

Fez saber que algumas placas, que sinalizavam o perigo, foram vandalizadas e outras derrubadas com o tempo, na última época, mas estão já a ser repostas pelo SNPCB, Capitania do Porto de Luanda, administrações municipais e distritais.

De acordo com  oficial bombeiro, as placas fixadas em praias proibidas são vandalizadas pelos próprios banhistas.

Por este facto,  reitera o apelo aos banhistas no sentido de respeitarem as placas de sinalização e orientações dos nadadores-salvadores do Praias Segura de Angola( PSA).

“ Os banhistas não devem tomar banho em locais proibidos pelas autoridades marítimas se não souberem nadar e devem evitar as praias cuja profundidade esteja acima da cintura ”, reiterou.

Na última época balnear, os bombeiros registaram, em Luanda,  80 afogamentos a maioria em praias proibidas e  mais de 100 banhistas em eminência de afogamento foram salvos.

Grande parte dos afogamentos ocorreu nas praias do Ponto final, parte sul do Jango veleiro (Ingombota), Por do Sol ( Talatona), bem como as localizadas na zona sul da província de Luanda, nos chamados quilómetros (Belas).

Em Luanda estão autorizadas para os banhistas as praias da Língua, Jembas , parte d Por do Sol, Cepa, Rocha das Mangueiras e Mussulo Centro, Generais ( Talatona) Ramiros parte dos quilómetros (Belas)  Praia Amélia (Samba), Jango Veleiro, Marinha de Guerra, Tamariz, Rotunda da Floresta (Ingombota) e Vila sede (Cacuaco).

As zonas proibidas e mais frequentadas são a área do Farol Velho e zona sul do Jango Veleiro (Ingombota), Praia Mitcha e parte do Pôr-do-sol e Rua 11 (Talatona), Museu da Escravatura e Quilómetros (Belas), das Lagostas (Sambizanga), CEFOPESCA e Boca do Rio (Cacuaco).

A época balnear começa a partir de 15 de Agosto e encerra a 15 de Maio.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.