Aquele que é considerado "o livro mais caro do mundo" bateu esta terça-feira um novo recorde mundial ao ser vendido por mais de 8 milhões de euros, de acordo com a Sotheby's. A obra do ornitólogo John James Audubon, do séc. XIX, "Birds of America" foi comprada por um comerciante de livros antigos.

O recorde anterior pertence a outra cópia do livro "Birds of America" que foi vendida em Nova Iorque em 2000 por quase 7 milhões de euros.

 Restam apenas uma centena de cópias de "Birds of America". O livro de grandes dimensões (cerca de 90 cm por 60 cm) reúne 435 desenhos de pássaros como flamingos e cisnes. Jean-Jacques Audubon, conhecido pelo nome em inglês John James Audubon, foi um ornitólogo e naturalista nascido no Haiti em 1785, então colónia francesa, e filho de pais franceses. Naturalizou-se depois adquirindo cidadania americana.

"Birds of America" foi posto à venda juntamente com outras obras raras, como uma cópia de "First Folio" ("Primeiro Fólio"), de William Shakespeare, a primeira compilação das obras de teatro do dramaturgo Inglês. O livro, que data de 1623, foi vendido por 1,8 milhões de euros. A colecção completa está estimada em 12 milhões de euros.

SIC

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.