A decisão foi tomada pelo presidente do Conselho Directivo da Entidade Reguladora da Comunicação Social (ERCA), Adelino de Almeida.

O evento vai contar com a participação de delegados eleitos em todas as províncias no país, disse Teixeira Cândido, secretário-geral do Sindicato dos Jornalistas Angolanos (STJ),  para quem “são necessárias egras para disciplinar” o sector.

O jornalista lembra que, a partir de então, “quem quem violar a ética e a deontologia poderá ver a sua carteira profissional retirada“.

No dia 14 começaram a ser eleitos os delegados em várias províncias e o processo vai seestender-se até 12 de Outubro.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.