A informação foi avançada à Angop, na cidade do Lubango, pelo porta-voz do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros (SPCB) da província da Huíla, Inocêncio Hungulo, tendo referido que recebeu o alerta de que pescadores haviam encontrado parte de um corpo mutilado, à beira do rio.

Disse que o SPCB já removeu os restos mortais e depositou na morgue de um hospital da região.

Lembrou que o adolescente de 12 anos desapareceu no rio quando tentava retirar um pé de chinelo que era arrastado pela correnteza da água, a situação foi presenciada por testemunhas, que não conseguiram socorrer a vítima.

Ataques de jacarés no rio Cunene são comuns, principalmente na comuna do Mulondo, município da Matala, onde se registam mais de dez casos por ano.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.