Por consequência da falta de chuva, 70 mil famílias, que correspondem a 355 mil pessoas, estão afectadas pela seca Cuando Cubango desde 2018.

Trata-se de bens doados por entidades públicas e privadas, governos provincias com o intuito de atenuar a crise alimentar na região.

O  porta-voz do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros, Soares Inglês, referindo que o plano de distribuição começou a ser executado este mês, no município do Cuito Cuanavale.

A seca no Cuando Cubango, província com uma população estimada em mais de 510 mil habitantes, maioritariamente camponesa, prejudicou as culturas de milho, feijão, massango, massambala, hortícolas e população bovina, principalmente.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.