A informação foi avançada quarta-feira pelo administrador do Fundo Rodoviário de Angola, Simão Tomé, durante a reinauguração da ponte sobre o rio Luvo, fronteiriça à RDC, após beneficiar de reabilitação em 30 dias.

“Vamos instalar uma balança e um sistema de leitura e monitoramento contínuo do comportamento da própria ponte, em reposta às cargas nela submetidas” -  reafirmou a fonte.

Explicou que esses acessórios vão permitir o controlo do peso dos camiões que atravessam a ponte em direcção à República Democrática do Congo (RDC) e vice-versa.

As obras decorreram entre Setembro e Outubro deste ano e permitiram o reforço da capacidade de suporte da ponte, incluindo a reparação da base de apoio, protecção dos pilares principais e intermédios, entre outras acções, que vão permitir suportar as 40 toneladas da sua capacidade.

Com 33 metros de comprimento e quatro de largura, a ponte sobre o rio Luvo serve de elo entre o município de Mbanza Kongo (Angola) e a região do Congo Central (RDC). Foi instalada em 2014.

Testemunharam o acto de entrega da ponte ao governo provincial do Zaire, a vice-governadora para os Serviços Técnicos e Infra-estruturas, Ângela Diogo, o ministro provincial dos sectores de Reinserção Social, Energia, Transporte e Ttrabalho Público da região do Congo Central (RDC), Michel Lukoki Nsimba, assim como o vice-cônsul de Angola em Matadi, capital do Congo Central, Gaspar Silva, responsáveis da administração de Mbanza Kongo, entre outras entidades.

O posto fronteiriço do Luvo dista 60 quilómetros a norte da cidade de Mbanza Kongo. As obras orçaram em 31 milhões e 284 mil kwanzas.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.