Barata em garfo
Funcionários que não batiam as metas de vendas eram obrigados a comer baratas créditos: Science Photo Library

Gerentes de uma empresa chinesa foram presos por forçar funcionários que não bateram metas de vendas a beber urina e comer baratas, informou a imprensa local.

A polícia entrou em cena depois que vídeos dos trabalhadores sendo chicoteados e tomando um líquido amarelo viralizaram na Sina Weibo, principal rede social do país.

As postagens também denunciavam que os funcionários eram obrigados a comer baratas como punição.

Um dos vídeos mostra um homem de pé no meio de um círculo, sendo chicoteado com um cinto por uma mulher.

Mulher batendo em homem com cinto
Vídeo viralizou rapidamente na rede social Sina Weibo créditos: Pearvideo.com

Outra equipe pode ser observada bebendo um líquido amarelo em copos de plástico, enquanto tapava o nariz.

Eles seriam funcionários de uma empresa de reforma de casas na cidade de Guizhou.

De acordo com a imprensa local, a empresa também aplicava outras formas de humilhar e punir os empregados, como obrigá-los a beber água da privada ou vinagre, e ter a cabeça raspada.

Copos de plástico com líquido amarelo
Postagens na rede social disseram que o líquido amarelo era urina créditos: Pearvideo.com

Os membros da equipe estariam há dois meses sem receber salário – e tinham medo de denunciar os abusos com receio de perder o pagamento caso fossem demitidos.

A polícia do condado de Zunyi prendeu três gerentes da companhia, que foram posteriormente condenados à prisão.

Este é o caso mais recente de uma série de escândalos de empresas chinesas que adotam medidas incomuns para punir, envergonhar ou encorajar os funcionários.

Relatórios anteriores revelaram casos de empregados batendo uns nos outros em um evento corporativo para aumentar a motivação, e de funcionários forçados a engatinhar em uma via pública e beijar latas de lixo como punição ou dinâmicas de trabalho em equipe.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no
YouTube
? Inscreva-se no nosso canal!

https://www.youtube.com/watch?v=1gFM-7FNNBI

https://www.youtube.com/watch?v=660qsQ7rfWE&t=1s

https://www.youtube.com/watch?v=jbX0fpNVIdI&t=340s

Os textos do parceiro BBC News estão escritos total ou parcialmente em português do Brasil.