O curso de complemento de licenciatura em enfermagem era uma das reivindicações dos enfermeiros da região que, depois de vários anos de espera, vêem agora materializada a reivindicação, graças ao protocolo celebrado entre a Universidade de Santiago (US) e a Região Sanitária de Fogo/Brava (RSFB).

O protocolo visou estabelecer formas de colaboração e exploração de novas e profícuas parcerias estratégicas, abrangendo o ensino superior e especializado, entre as duas partes.

Segundo a enfermeira Ana Barbosa, durante a formação, com duração de dois anos, registaram-se duas desistências, pelo que 25 concluíram a formação, apesar das dificuldades, já que o curso ministrado pela Universidade de Santiago, em parceria com o Instituto Politécnico de Leiria (Portugal), Ministério da Saúde e Hospital Regional Fogo/Brava decorreu em paralelo com o exercício da actividade profissional.

A cerimónia de imposição de fitas decorre nas instalações do auditório padre Pio Gottin, nas proximidades do Hospital Regional São Francisco de Assis, contando com a presença de responsáveis da Universidade de Santiago, do Instituto Politécnico de Leiria e do Ministério da Saúde.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.