O cidadão, cujo nome não foi revelado em decorrência da garantia do princípio da presunção da inocência, é acusado de ter desferido vários golpes de faca, que resultaram na morte do próprio pai, pelo facto deste se ter recusado a devolver o dinheiro de um negócio de venda de terreno familiar não concluído.

Segundo o porta-voz dos Serviços de Investigação Criminal (SIC), Adão Morais, que prestou a informação à Angop, o suposto homicida alega ainda que a briga com o pai terá resultado do facto de nunca ter beneficiado de qualquer apoio material do mesmo, que era agente da Polícia Nacional, de 54 anos de idade.

Referiu que a detenção do suposto homicida contou com o apoio da população do bairro Mahamba, arredores da cidade de Ndalatando, onde ocorreu o infortúnio.

Adão Morais disse ainda que, de Janeiro a Junho do ano em curso o SIC no Cuanza Norte registou 15 casos de homicídio, três dos quais ainda por esclarecer por serem de autoria desconhecida.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.