Em declarações à Angop, Maria Dina Segunda, fez saber que deste número, 94 mil e 788 foram crianças dos zero aos cinco anos de idade vacinadas contra a pólio e 205 mil e 934 petizes dos nove meses aos 15 anos, contra sarampo/rubéola.

Informou que a fase urbana, que é a primeira da campanha e teria a duração de cinco dias, mas, devido alguns constrangimentos registados com a greve nas escolas, as autoridades sanitárias foram obrigadas a aumentar mais dois dias para se atingir as metas preconizadas.

Apesar dos constrangimentos, a responsável considerou a primeira fase da campanha como sendo positiva, uma vez que foi possível atingir 96 porcento na vacinação da pólio e 74 no sarampo e rubéola, níveis aceitáveis pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em termos de cobertura vacinal.

Por outro lado, reprovou a atitude de algumas seitas religiosas e líderes comunitários, que passam mensagens de desencorajamento à população, no sentido de não aderirem a campanha de vacinação, porque as mesmas têm causado doenças, sobretudo a sarna que assola a província.

Para mudar o quadro, prosseguiu, as autoridades sanitárias estão a intensificar as acções de sensibilização nas igrejas, comunidades e mercados, por formas a mudar o discurso das seitas e líderes comunitários.

Explicou que a sarna é um problema de saneamento do meio, dos aglomerados habitacionais e higiene nas residências, acrescentando que as vacinas visam prevenir as crianças da poliomielite, sarampo e rubéola, de modos que cresçam saudáveis.

Questionada sobre os casos suspeitos de rubéola registados na Lunda Norte, uma vez que a Lunda Sul, faz fronteira com a mesma, Maria Dina Segunda, disse estar reforçada a vigilância epidemiológica nas referidas áreas.

A campanha com a duração de 13 dias, conta com 900 promotores, entre mobilizadores, vacinadores, supervisores e motoristas, para o êxito da mesma estão disponíveis 420 mil doses de vacina, sendo 120 mil de Poliomielite e 300 mil de Sarampo e Rubéola, para imunizar 118 mil e 248 crianças contra a Pólio e 261 mil e 872 contra Rubéola/Sarampo.