Maesaiah Thabane, considerada primeira-dama, entregou-se ontem depois de a polícia ter emitido um mandado de prisão contra ela por não ter aparecido a um interrogatório.

A anterior mulher do primeiro-ministro foi baleada dias antes de Thabane assumir o cargo e no momento em que ela e o marido estavam numa batalha jurídica pelo divórcio.

O primeiro-ministro anunciou no mês passado que vai renunciar ao cargo, depois de um conturbado mandato à frente do Governo, marcado por várias mortes de altos funcionários.

Opositores dizem que o fracasso de Thabane deve-se ao fato de não conseguir manter as forças de segurança fora da política.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.