Para monitorar no terreno a execução deste programa, criado no âmbito do Estado de Emergência decretado por força da Covid-19, o ministro da Energia e Águas, João Baptista Borges, esteve neste sábado (30) no bairro Km 9 em Viana, onde interagiu com os cidadãos acerca do fornecimento de água no município.

Durante a abordagem com os cidadãos, o ministro foi informado das áreas que ficam privadas de água por vários dias seguidos e outras onde não jorra água nas torneiras, pelo facto de haver vandalismo na rede.

Porém, outros munícipes com atendimento regular de água quiseram saber como seria possível o serviço de distribuição da água no pós COVID-19, pois esperam que a água continue a ser distribuída mesmo depois de terminar a pandemia.

Atento ao depoimento dos cidadãos, o ministro prometeu regressar ao local pedindo aos mesmos a denunciarem actos de garimpo no bairro para uma luta serrada a este mal.

Foram feitas denúncias no local sobre supostos garimpeiros de água no bairro com implicações no sistema de abastecimento de todo o bairro.

O ministro comprometeu-se tudo fazer para que para que o bairro tenha água da rede, evitando assim a recepção de água por via de camiões.

A jornada de campo do titular da pasta de Energia e Águas terminou com uma reunião com responsáveis do subsector das águas nas instalações do GAMEK no KM9, onde deixou orientações para o cumprimento escrupuloso do programa de distribuição de água gratuita à população de zonas desprovidas de rede, bem como de melhoria de zonas com deficiente serviço, iniciado a 28 de Março último, no quadro das iniciativas do Executivo para combater a Covid-19.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.