Os institutos superiores Politécnico da Catepa (ISCAT) e Dom Cardeal de Nascimento (ISPCAN) abertos condicionalmente em Malanje estão em risco por não terem as condições elementares para a docência no domínio prático.

“O Ministério vai começar este ano a fazer a avaliação externa dos cursos de ciências da saúde, e quem não tiver as condições aceitáveis para ministrar o curso com a qualidade que pode fazer com que se formem profissionais capazes de responder às necessidades da população vai ver os seus cursos encerrados”, garantiu a ministra..

Desde 2017 o Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação legalizou 18 instituições do ensino superior e 104 cursos.

A ministra ciritcou estudantes “que não se importam de estar a frequentar cursos sem condições”, só reclamando junto do Ministério quando aumentam as propinas, “mas não são capazes dentro da instituição para pedir melhores condições”.

Isso, disse, indica que “querem a todo o custo ter um diploma”.

“Mas nós queremos cidadãos, de facto, responsáveis e capazes de ajudar o país a desenvolver”, acrescentou a governante.

O director-geral do Instituto Superior Politécnico privado Dom Cardeal de Nascimento, Amadeu Barros, uma das visadas na província de Malanje, garantiu melhorar o serviço nos próximos tempos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.