Na maioria das culturas do Ocidente, as crianças aprendem que meninos fazem xixi em pé e as meninas, sentadas.

Essa ideia, aparentemente arbitrária, está sendo questionada pelas autoridades de vários países e também por organizações de saúde. Alguns usam motivos de saúde e de higiene; outros, por direitos iguais.

Urinar em pé é um processo muito fácil e prático para os homens.

Isso é mais perceptível em locais públicos, onde o tráfego nos banheiros masculinos é mais ágil em parte porque o processo leva menos tempo, e também porque cabem mais mictórios no mesmo espaço.

Mas há especialistas que acreditam que a posição do corpo pode influenciar o volume do fluxo de urina, o que eles chamam de parâmetros urodinâmicos.

Normalmente, a bexiga armazena urina suficiente para nos permitir realizar atividades diárias e dormir durante a noite.

Bexiga
Geralmente, evacuamos a bexiga quando ela está cheia em dois terços, mas ela não deve ser forçada a urinar créditos: Getty Images

Músculos relaxados

A capacidade máxima da bexiga fica entre 300 e 600 mililitros (ml). Geralmente, urinamos quando a bexiga está cheia em até dois terços desse espaço.

Para esvaziá-la completamente, você precisa ter um sistema de controle nervoso intacto, que alerta quando você precisa urinar, além de segurar a urina até você chegar a um local propício.

Quando o corpo está em uma posição confortável, o esfíncter da bexiga e os músculos do assoalho pélvico ficam relaxados. Simultaneamente, a bexiga se contrai e esvazia.

Não é considerado saudável forçar a urina.

No entanto, os homens podem sofrer dificuldades temporárias ou permanentes ao urinar.

O semanário científico Plos One publicou um estudo indicando que homens com próstata inflamada, problema que obstrui a passagem da urina, poderiam ter melhoras caso passassem a usar o vaso sanitário sentados.

Pernas de homem sentado no vaso
A posição sentada proporciona um perfil urodinâmico mais favorável para homens com sintomas de problemas no trato urinário créditos: Getty Images

O estudo comparou os parâmetros urodinâmicos de homens saudáveis ​​e outros com sintomas do trato urinário inferior, uma série de problemas que afetam o enchimento e o esvaziamento da bexiga.

Eles descobriram que em homens com esses sintomas, a posição sentada registrava um perfil urodinâmico mais favorável — o tempo que passavam urinando também era menor.

Mas, em homens saudáveis, os resultados não mostraram diferenças entre as posições em pé e sentado, assim, a questão não pôde ser concluída apenas com base em argumentos urodinâmicos.

No entanto, várias instituições, como o Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido, recomendam que os homens que têm problemas para urinar procurem um lugar tranquilo onde possam se sentar.

Também existem teorias de que se sentar para urinar pode prevenir complicações, como o câncer de próstata, além de proporcionar aos homens uma vida sexual mais ativa. Mas nada disso ainda foi comprovado.

Essas teorias foram lanças em 2012 por um político de um partido de esquerda da Suécia que procurava forçar os homens a se sentarem enquanto usavam os banheiros de um conselho municipal.

Sinalização que proíbe a micção em pé
Em alguns banheiros públicos da Europa, os homens não podem urinar em pé créditos: Getty Images

A principal motivação era a higiene — garantir que ninguém precisasse pisar em poças ou resíduos de urina que caem no chão.

Esse debate começou em vários países europeus, principalmente na Alemanha, onde há banheiros públicos com avisos proibindo urinar em pé.

Em várias casas, os proprietários colocam placas nos banheiros pedindo aos convidados que se sentem no banheiro.

Em um caso muito famoso no país, o proprietário de um imóvel na cidade de Düsseldorf processou seu inquilino pelos supostos danos que ele havia causado no chão do banheiro para urinar em pé.

Mas o juiz do caso rejeitou a alegação de que o inquilino havia se comportado mal e afirmou que “urinar em pé ainda é uma prática comum”.


Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

https://www.youtube.com/watch?v=prBnEeWyvL4

https://www.youtube.com/watch?v=aQRlD3diHfc

https://www.youtube.com/watch?v=ghTSBrGT9a4&t=3s

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.
Os textos do parceiro BBC News estão escritos total ou parcialmente em português do Brasil.